Mercado financeiro eleva projeção para a inflação em 2021 pela 12ª vez seguida e vê alta de 4,81% do IPCA

Economistas consultados pelo BC estimam ainda crescimento de 3,18% para o PIB em 2021 e Selic de 5,00% ao fim do ano

O mercado financeiro elevou, pela 12ª semana consecutiva, a projeção para a inflação este ano, desta vez de 4,71% para 4,81%. Os dados constam do relatório Focus divulgado pelo Banco Central na manhã desta segunda-feira (29).

Para 2022, as apostas se mantiveram inalteradas, com expectativa de alta de 3,51% do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

Antes do início das revisões para cima, o mercado esperava inflação de 3,32% neste ano, depois da alta de 4,52% dos preços registrada em 2020.

A meta do BC para a inflação em 2021 é de 3,75%, com uma banda de tolerância de 1,5 ponto percentual, para cima ou para baixo.

Com relação ao desempenho da economia brasileira, após contração de 4,1% em 2020 em meio à pandemia de coronavírus, economistas consultados pela autoridade monetária preveem uma expansão de 3,18% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2021, levemente abaixo do crescimento de 3,22% esperado na semana passada. Esta é a quarta revisão para baixo seguida no indicador.

Houve queda ainda nas projeções para 2022, com o mercado estimando expansão de 2,34% da atividade, contra 2,39% anteriormente.

Infomoney

Outros artigos